terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Facebook, fonte de sabedoria (ou quase isso)...

E eu me divirto no facebook observando como os amores eternos começam e terminam (!), dia após dia, com uma efemeridade similar à da beleza das flores.

Eu sei, há nisso um pouco de sadismo da minha parte.

Sadismo, ironia, sarcasmo e um certo grau de felicidade por conseguir aprender com o erro alheio.

No fim das contas, até que as redes sociais nem são tão inúteis.

5 comentários:

maellen castrinho 1 de março de 2013 15:10  

Diós, que porra é essa! Um blog que faz jus o nome.
Então descobri que um marxista acha errado começar terminar um namoro? E quem disso que todos os relacionamentos são eternos?

Acho que até Trotsky(1879-1940) era mais moderninho (ou menos conservador).
Acho que seu sadismo é inútil e vc se diverte com o "erro" alheio porque não consegue nem isso consigo próprio!

Carvalho 11 de abril de 2013 09:59  

1 - Uma leitora que faz jus ao lema do blog;

2 - Meu blog não é recomendado a absolutamente ou relativamente incapazes (nos termos do Código Civil de 2002). Aconselho que um adulto lhe acompanhe nas leituras, para auxílio na interpretação dos textos;

3 - Tenho certeza que deves 'achar' alguma coisa sobre o Trosky. 'Saber', realmente, algo sobre ele, parece-me improvável;

4 - Não vou comentar tua última frase, pois, parafraseando o Caetano, você escreve de uma maneira burra.

5 - Sobre a dor do teu relacionamento que acabou... vai passar! Força, querida!

'John A Santos 11 de abril de 2013 12:32  

É, se ela não interpretasse as coisas de uma forma tão burra, se não fosse tão menininha, daquelas que sonha com o principe encantado, talvez tivesse um bom argumento para criar uma discussão um pouco interessante.

Daison Colzani 3 de maio de 2013 14:17  

Sádico, feio, bobo, chato! Pronto, falei.

Postar um comentário

  © Original Blogger template PingooIgloo re-designed to BLOGBUSTER by Oak Blogger XML Skins 2009

Back to TOP