sexta-feira, 22 de maio de 2009

REVOGAÇÃO JÁ!

O vereador Adilson Mariano (PT) propôs, nesta terça-feira (19/03) na Câmara de Vereadores, a sustação do decreto 15.580 de 12/05/09 assinado pelo Prefeito Carlito Merss (PT) que concedeu às empresas Gidion e Transtusa o "reajuste" de 12,2% no valor da tarifa do transporte coletivo. Manifestantes contra o aumento da passagem encheram o plenário da Câmara no momento do ato.

Mariano apresentou uma questão de ordem e pediu à mesa da Casa que dois representantes da Frente de Luta Pelo Transporte Público pudessem subir à tribuna para usar da palavra livre.
Os estudantes universitários Felipe Silveira (membro do Diretório Acadêmico Cruz e Sousa e aluno do curso de Jornalismo do Ielusc) e Tiago de Carvalho (Militante da Juventude Revolução, Esquerda Marxista do PT e aluno do curso de Direito da Univille), ambos membros da Frente, expuseram as razões das manifestações esclarecendo o caráter pacífico e legítimo dos protestos.

Tiago de Carvalho (eu) na tribuna da "Casa do Povo."

A proposta de sustação terá de ser analisada pela Comissão de Legislação e Justiça da Câmara, em data prevista para o dia 26 (próxima terça-feira), para que seja definido um relator. Será a proposta posteriormente encaminhada ao Prefeito para que justifique¹ a sua decisão no prazo de 10 (dez) dias. Se o parecer da comissão for de que Carlito realmente exorbitou seu poder regulamentar levará para votação em plenário.
Aprovada a sustação, o decreto é anulado e consequentemente o aumento é revogado.

Como anteriormente acordado pela Frente, a ideia é pressionar o poder público de todas as formas para que esse aumento seja revogado.
Dia 26/05 (terça-feira), às 15 horas, a Frente pretende lotar novamente o plenário da Câmara de Vereadores a fim de que a Comissão abra sua reunião em plenário e os estudantes possam participar.



¹Na leitura, ria com o canto da boca em tom de ironia.

2 comentários:

Zepon 22 de maio de 2009 10:11  

Governo pilantruxo.
Aumento de 12% na tarifa e 5% para os motoristas.
Sou contra esse aumento absurdo, mesmo não usando mais o transporte coletivo todos os dias.

Carvalho 22 de maio de 2009 13:23  

O "aumento" do salário dos motora não necessariamente foi dado pelo prefeito, mas faz parte da mesma pilantruxisse!
Isso sem contar que em 2001, quando foram demitidos os cobradores, o salário dos motoristas não duplicou.
Só o trabalho!

Postar um comentário

  © Original Blogger template PingooIgloo re-designed to BLOGBUSTER by Oak Blogger XML Skins 2009

Back to TOP