terça-feira, 20 de outubro de 2009

Hoje conheci uma senhora

Hoje, em meu trabalho, conheci uma senhora (Não! Não é a Doroti!).
Muito simpática por sinal.
Com um tom de felicidade no rosto.
Trabalho com defensoria dativa. Indico advogados inscritos no cadastro deste sistema à pessoas de baixa renda.
Perguntei-a onde residia:
_Otto Boehm- respondeu.
_Otto Boehm, Otto Boehm... Pensei eu: Caralho!¹ Se tiver alguém pobre ali só pode ser por engano.
Não era!
Ela mora na casa da patroa, ou seja, no próprio trabalho.
Intrigado questionei-a novamente:
_Onde, mais ou menos?
_Logo no início da rua - respondeu.
_Não é naquele prédio no início da rua, conhecido como "elefante branco", que possui somente um apartamento por andar?
_É!
(Putz!)
_Mas deve ser bem difícil ter de trabalhar ali, não!?
_É! Tenho de cuidar do Lhasa Apso da patroa. É um inferno! E aquela visão da sacada!? Sem contar na piscina... horrível! E estendia os braços como quem vive um dilema. A mulher manjava de ironia.
_Sem contar que a patroa nunca está em casa!
Sempre fico sozinha em casa. (Ela recebe por isso!)
_Esses dias o cachorro ficou meio doentinho. Disse ela: Não vá morrer!
[...]

Hoje eu conheci uma senhora, quero dizer: duas!
Não! E nenhuma delas é a Doroti. Aliás, a moça do diálogo é bem mais sortuda que a Doroti.
A senhora que mais me impressionou mesmo foi a senhora Sorte.





¹Desculpem, o texto perderia a alma e autenticidade sem o palavrão.

1 comentários:

Fran Hellmann 21 de outubro de 2009 12:05  

Onde eu elogio o texto da Doroti? :p

Postar um comentário

  © Original Blogger template PingooIgloo re-designed to BLOGBUSTER by Oak Blogger XML Skins 2009

Back to TOP